Follow by Email

sábado, 17 de agosto de 2013

A guerra do clima fica feia

Publique
o selo
no seu blog

A guerra do clima fica feiaJosé Eduardo Mendonça - 


Cientistas são ameaçados de morte
Cientistas australianos afirmam ter recebido ameaças de morte, e-mails sórdidos de caráter sexual e outros insultos, numa onda de abusos que parece ser uma campanha coordenada de intimidação. Ela aparece no momento em que o governo do país tenta avançar na luta contra a mudança do clima, conseguindo um acordo sobre um esquema impopular de precificar emissões de carbono – que, diz a oposição, custará empregos e aumentará os preços de combustíveis e energia.
Anna-Maria Arabia, da Federação das Sociedades Científicas e Tecnológicas da Austrália, disse ter recebido uma ameaça de morte nesta segunda-feira e que a policia estava investigando o caso. "Não há dúvida de que existe uma campanha orquestrada", disse ela. "Eu acho que existem motivações políticas, pessoas que respondem à ciência do clima usando como alvo os cientistas. E podem ser as pessoas que resistem a uma taxação do carbono".
Cientistas do clima tem sido atacados por e-mails em todo mundo há anos, com campanhas nos EUA ligadas ao financiamento de combustível fóssil e indústrias químicas que temem os custos de políticas do corte de emissões de gases estufa. Outras foram ligadas a pessoas da direita do espectro político que acham que os governos estão interferindo em suas liberdades. Mas o abuso cibernético da Austrália aumentou quando o país foi atacado pela seca, incêndios e depois enchentes, que mataram dezenas de pessoas e tiveram um custo de bilhões de dólares, esquentando o debate sobre as causas reais dos extremos do clima, relata o news24.
"Eu não acho que seja uma acidente estes abusos acontecerem numa época de extremo debate político", disse Suzanne Cory, presidente da Academia de Ciências australiana. Ela pediu que seus perpetradores sejam expostos, e afirmou que "muitos australianos são vulneráveis a pessoas que estão se aproveitando da confusão, dada a natureza muitas vezes complexa da ciência do clima".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo sua participação e opinião !