Follow by Email

domingo, 29 de maio de 2016

Grupamento Ambiental resgata tucano em cativeiro em Santa Maria

Um tucano da espécie Toco foi resgatado por guardas civis municipais do Grupamento Ambiental dentro de uma casa no distrito de Santa Maria, na Região Norte do município, nesta sexta-feira (20). O pássaro era mantido em cativeiro em uma casa abandonada, que foi demolida.

Os guardas civis municipais encaminharam o tucano ao Grupamento Ambiental Municipal (GAM), que registrou a ocorrência na 146ª Delegacia de Guarus. “Encaminharmos o tucano ao Núcleo de Estudos e Pesquisa em Animais Selvagem (Nepas) da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf). A ave foi avaliada como jovem, estava desnutrida e recebeu os cuidados veterinários adequados”, ressaltou o comandante do Grupamento Ambiental, Sávio Tatagiba.

- Fomos dar apoio à equipe da Defesa Civil para demolir o imóvel, que estava com a estrutura abalada, quando foram encontradas algumas gaiolas de madeira. Após buscas no local, conseguimos encontrar o tucano dentro de um contensor de pássaros - declarou o guarda civil municipal, Willian Gustavo.

Ao longo do último trimestre, 245 animais silvestres foram devolvidos ao seu habitat natural pelo Grupamento Ambiental Municipal, 209 aves, 22 mamíferos e 14 répteis. As aves são gaviões, corujas, papagaios, tizis, coleiros e canários da terra. Os mamíferos são gambás, ouriços cacheiros, tamanduás mirins e capivara. 

Os répteis são cobras jiboias e papa pintos; jabuti e cágados. Os animais silvestres resgatados no primeiro trimestre, no total são 140, sendo 99 aves, 35 mamíferos e seis répteis. Houve um aumento nas ações de mais de 150% em relação ao primeiro trimestre de 2015, quando foram atendidas 55 ocorrências.

O Grupamento Ambiental realiza um trabalho de prevenção de animais silvestres. No primeiro semestre de 2016, 134 ocorrências foram atendidas, sendo 41% resgates e apreensão de animais silvestres, 26% soltura de animais silvestres, 8% apoio a outros órgãos e secretarias, 7% maus-tratos a animais, 7% caça e pesca ilegais, 6% educação ambiental e 5% desmatamento e aterramento.

Em casos de denúncias ou surgimento de animais silvestres, a população pode entrar em contato através dos telefones 153 e 2733-7655.

De acordo com o artigo 29 da Lei 9605/98, é crime matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécies de animais silvestres, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente ou em desacordo com a licença obtida. A pena pode ser detenção de seis meses a um ano, além de multa.

Por: Aline Mendes (estagiária) - Foto: -  21/05/2016 12:23:52

Disponível em: http://www.campos.rj.gov.br/exibirNoticia.php?id_noticia=35855

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo sua participação e opinião !