Follow by Email

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Morador terá de fazer nova separação de lixo


Material orgânico deverá ser separado do rejeito; mudança começa nesta segunda-feira somente na região central

Pode dar um pouco mais de trabalho, mas o meio ambiente tem muito a ganhar com a mudança na coleta do lixo que começa a ser colocada em prática nesta segunda-feira (13) pela Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU). Além do material reciclável, agora o lixo orgânico também deverá ser separado do rejeito pelos londrinenses. Por enquanto, a medida vale apenas para os imóveis residenciais e comerciais da região central. Mas em breve será estendida à toda a cidade.

O caminhão do lixo continuará a passar nos mesmos dias (no caso do centro, de segunda-feira a sábado), mas vai recolher orgânicos às segundas, quartas e sextas e o rejeito às terças, quintas e sábados, segundo a CMTU.

"No momento, vamos fazer uma fiscalização educativa, ninguém vai ser multado", afirma o presidente da companhia, André Oliveira de Nadai. A experiência no centro, segundo ele, vai durar 'uns três ou quatro meses'. "Depois o novo sistema será estendido para toda a cidade", complementa.

A separação faz parte das exigências para a operação da nova Central de Tratamento de Resíduos (CTR), no Distrito de Maravilha (zona sul). As atividades no Lixão do Limoeiro (zona leste) devem ser encerradas dia 15.

A CTR será composta de células para o enterro de rejeito, lagoas de chorume e um galpão de compostagem de 1.600 metros quadrados para onde será levado o lixo orgânico. O galpão também vai receber os resíduos de capina, roçagem e poda de toda cidade, além do material orgânico recolhido nas feiras-livres. "Este material vai virar um composto orgânico que poderá ser usado em áreas de reflorestamento", afirma Nadai. Segundo ele, ainda não será considerado um adubo comercial, que, para ser produzido no local, depende de novas tecnologias.

O presidente da CMTU afirma que atualmente entre 340 e 370 toneladas de lixo são levadas para o Lixão diariamente. A estimativa, segundo Nadai, é que até 65% disso seja composto por material orgânico. Isso significa que, se toda a cidade separasse o orgânico, somente entre 120 e 130 toneladas diárias de rejeito seriam enterradas.

Conforme afirma Nadai, no entanto, a exigência do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) é que apenas 30% do material seja compostado, ou seja, algo em torno de 100 a 140 toneladas diárias. "Londrina vai se tornar modelo em gestão ambiental", acredita o presidente da companhia.

ONG critica demora

Para o advogado da ONG MAE, Camilo Vianna, a Prefeitura está atrasada e deveria ter começado a exigir a segregação de orgânicos e rejeitos há muito mais tempo. "O que vai acontecer é que a CTR [Central de Tratamento de Resíduos] será inaugurada e o problema do Limoeiro só vai ter mudado de endereço", critica. "Sem a separação na fonte, é impossível fazer a compostagem", alega.
Ele também critica o fato de a CMTU iniciar a mudança pelo centro. "No centro, existem atividades muito diferenciadas e então a análise do resultado será mais difícil. O método deveria ter sido testado nos bairros, em residências, e só depois no comércio e nos prédios", destaca.

Apesar das críticas, ele alega que a CTR, 'se funcionar direito', será um 'ganho para a cidade'. Além de reaproveitar boa parte do lixo orgânico, o acondicionamento do rejeito na nova unidade é considerado bem mais amigável ao meio ambiente. "As valas são impermeáveis e o chorume vai para a lagoa onde é tratado", ressalta. Hoje, no limoeiro, o chorume é jogado no Rio Periquitos.

O ambientalista explica que 'tecnicamente' rejeito é todo material para o qual ainda não existe tecnologia de reaproveitamento ou para o qual a tecnologia existente é inviável comercialmente. "Mas a lei determina que esse material seja acondicionado de tal forma que, caso venha a existir essa tecnologia no futuro, ele possa ser reaproveitado", ressalta.

O presidente da CMTU, André Oliveira de Nadai, rebateu as críticas da ONG. "Estamos fazendo a obra no tempo correto. Em 15 meses de administração, construímos uma CTR e estamos fechando um aterro ambientalmente incorreto [Limoeiro]", declarou.

Ele também discorda que o centro não seja o melhor local para se iniciar a segregação do lixo orgânico do rejeito. "O centro é o maior desafio, é onde existe maior heterogeneidade e justamente por isso vamos começar por lá", finalizou.

Lixão pode ser fechado na quarta

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) determinou que a partir da próxima quarta-feira (15) a Prefeitura não pode mais utilizar o Lixão do Limoeiro. Mas o instituto ainda não licenciou a nova Central de Tratamento de Resíduos (CTR) no Distrito de Maravilha.

A Folha Norte não conseguiu contato com o representante do IAP em Londrina. Mas a assessoria do órgão em Curitiba informou que existe uma 'força-tarefa' analisando o pedido de licenciamento apresentado pela Prefeitura e o resultado deve sair antes do prazo final.

O presidente da CMTU, André Oliveira de Nadai, descartou a possibilidade de Londrina ficar sem ter onde despejar o lixo a partir do dia 15, caso o IAP ainda não tenha liberado a CTR para receber os resíduos. "Estamos em constante contato com o IAP e se o órgão pedir alguma adequação nas obras da central, ainda poderemos continuar despejando o lixo no Limoeiro por algum tempo", concluiu.

*fonte: www.bonde.com.br

Inaugurada empresa de reciclagem de componentes de geladeira


A sanção presidencial em agosto da Política Nacional de Resíduos Sólidos, que regulamenta a gestão do lixo no País, já movimenta os negócios ligados à reciclagem de eletrodomésticos, como geladeiras e aparelhos de ar-condicionado. Foi inaugurada nesta sexta-feira (10), em Cabreúva, a 78 km de São Paulo, a Indústria Fox, empresa que vai atuar na manufatura reversa - a desmontagem dos aparelhos antigos e a reciclagem dos componentes.

A fábrica, que faz parte de um grupo suíço, recebeu um investimento de R$ 20 milhões e utilizará uma tecnologia inédita para tratar os gases CFCs e HCFCs dos refrigeradores antigos: em vez de incinerá-los, como é feito na maior parte dos países europeus, a indústria vai tratar esses gases em um processo térmico que quebra as moléculas. Esses gases são causadores do buraco na camada de ozônio e agravam o aquecimento global.

"Essa é a novidade que estamos trazendo ao Brasil e deve evitar que esses gases, altamente poluentes, sejam lançados na atmosfera como vem sendo feito até então", diz Philipp Bohr, diretor-geral da Indústria Fox. Segundo Bohr, o primeiro passo das etapas de reciclagem é a retirada dos gases CFC, que são transformados em uma solução ácida que pode ser reaproveitada pela indústria química. A fase seguinte é a trituração, onde os aparelhos antigos são moídos e os metais - alumínio, aço e cobre - são separados e depois podem ser reaproveitados.

O executivo calcula que só no Estado de São Paulo existem cerca de 1 milhão de geladeiras descartadas, em ferros-velhos e na casa dos consumidores. O desafio agora é fazer com que elas cheguem à reciclagem e, para isso, a empresa está estruturando um sistema de coleta. "Vamos ter uma rede de postos de recolhimento e a expectativa é atender ao consumidor que tiver em casa um aparelho antigo", diz Bohr. No primeiro momento a Fox vai trabalhar com as geladeiras encaminhadas à reciclagem pelas concessionárias de energia que possuem programas de troca desses equipamentos.

Carlos Roberto Vieira Filho, diretor da Abrelpe, entidade que reúne as empresas de tratamento de resíduos, diz que a sanção da lei de resíduos foi o primeiro passo para permitir a reciclagem dos equipamentos que hoje são descartados pelo consumidor. "A lei é avançada e segue o mesmo princípio das diretivas europeias para lixo eletrônico." (Andrea Vialli - AE)

PROGRAMAÇÃO SEMANAL DA LIMPEZA PÚBLICA

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Lei dos Resíduos Sólidos em foco !(1)

A lei 12.305 de 02 de agosto de 2010 é o marco regulatório  da Política Nacional de resíduos sólidos no Brasil.Muitas são as novidades ,cuja motor de mudanças, centra-se nos municípios ,que estarão obrigatoriamente integrados na gestão da política estadual e nacional de resíduos.Vejamos as novidades:
  1. Art. 25. O poder público, o setor empresarial e a coletividade são responsáveis pela efetividade das ações voltadas para assegurar a observância da Política Nacional de Resíduos Sólidos e das diretrizes e demais determinações estabelecidas nesta Lei e em seu regulamento.  É a responsabilidade compartilhada na execução das ações locais,que requer uma nova cultura empresarial e também da coletividade,que são obrigados a adotarem procedimentos na gestão dos resíduos,previstos na lei.

PROGRAMAÇÃO SEMANAL DA LIMPEZA PÚBLICA

Flash de Serviços

Limpeza geral das ruas, coleta de lixo,varrição,limpezade bueiros e tratamento de resíduos é dever do poder executivo municipal e direito do cidadão.Conservar a limpeza,é dever do cidadão ,é ato de cidadania .A SSP desenvolve campanhas de sensibilização para  que a limpeza da cidade seja conservada. 

Flash de Serviços

Distribuição de sacolas veicular com alunos do PROJOVEM, na Av. Pelinca.São 50 mil sacolas distribuídas, para armazenar o micro-lixo gerado no interior do veículo.

CENA SUJA! RR ENGENHARIA

Flagrante da Secretaria em terreno da Rua Coa de Alvarenga,corredor viário importante.O mesmo não despejou pois foi abordado e convencido a levar à entulhódromo próximo -P. Julião Nogueira-.Tal terreno-+1000 m2- é ponto "master" de descarte clandestino e o proprietário é a empresa RR Engenharia, e que também merece o TROFÉU PORCALHÃO DA CIDADE.

CENA SUJA! ÁGUAS DO PARAÍBA

Esta cena suja é na Rua Gumercindo de Freitas,P. São Caetano em frente a Policlínica ,de (IR)responsabilidade  da Àguas do Paraíba .Para fazer ligação de água e esgoto cortaram o asfalto e deixaram no canteiro da rua o cascalho de asfalto.Em outras ocasiões comuniquei à Empresa.Hoje vou premiá-la com o TROFÉU PORCALHÃO DA CIDADE.

CENA SUJA! ARG



Esta cena suja-parte,pois trata-se de área crítica de descarte candestino  de resíduos-é de (IR)responsabilidade da CONSTRUTORA ARG, responsável pela obra viária importantíssima da modernização da Av. Artur Bernardes.São cascalhos de asfalto,briquetesremovidos do antigo canteiro e etc.Com esta ação ,a RG já ganhou o "TROFÉU PORCALHÃO DA CIDADE"

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Vaga de Edson.Caso encerrado !

A polêmica pode até continuar, em função das paixões e diferenças entre os edis,mas estou seguro que a Câmara não cometeu nenhum erro jurídico ao decidir no plenário, a investidura de dr. Edson Batista no cargo de Vereador.Anomalia seria a Câmara ter 16 vereadores ou 18,19...,pois o TSE já definiu que são 17.Penso que não prosperará ,se houver  provocação  do Ministério Público para analisar o caso.

Futuro dos royat´s:liminares negada.

Pré-sal: Supremo nega liminares sobre divisão de royalties

A ministra Ellen Gracie, do Supremo Tribunal Federal STF), indeferiu liminares em dois Mandados de Segurança (MS 28885 e MS 28900) que questionam o Projeto de Lei (PL 5.938/2009) em trâmite no Congresso Nacional com o objetivo de modificar o critério de distribuição dos resultados da exploração de petróleo e gás natural.

No primeiro MS, impetrado pelo deputado federal Geraldo Pudim (PR/RJ), o parlamentar alega que, ao alterar disposições da Lei do Petróleo (Lei 9.478/97), que fixa os percentuais atuais de distribuição da “participação no resultado da exploração do petróleo ou gás natural”, entre os estados e municípios produtores, o Congresso fere frontalmente a Constituição, na medida em que extrapola limitações constitucionais que resguardam a forma federativa do estado e os direitos e garantias individuais.

No entendimento de Geraldo Pudim, a participação no resultado da exploração de petróleo é assegurada apenas aos estados e municípios produtores que tenham jazidas exploradas nos seus domínios, como estabelece o parágrafo 1º do artigo 20 da Constituição. O parlamentar enfatiza que a Constituição não distingue as camadas geológicas de onde advenha o petróleo. “A Constituição não fala em petróleo do pós-sal ou do pré-sal. Não restringe. Não discrimina. Tudo é petróleo. Logo, discriminar para conceder tratamento especial ao petróleo advindo da camada geológica do pré-sal é insconstitucional”, salienta.

Para o político, que é da região da Bacia de Campos (que abrange os municípios de Campos dos Goytacazes, Macaé, Búzios, Rio das Ostras, Casimiro de Abreu, Quissamã, Carapebus, Cabo Frio e São João da Barra), a alteração na divisão dos royalties tem gerado comoção nacional, além de criar um estado de grave crise institucional federativa. O deputado ressalta que a Secretaria de Desenvolvimento do estado do Rio estima os prejuízos do estado, no primeiro ano do pré-sal, na casa dos 2,7 bilhões de dólares.

MS 28900
Já o segundo MS é de autoria dos deputados capixabas Luis Paulo Velloso e Rita Camata. Na ação, eles alegam ofensa ao parágrafo 4º do artigo 60 da Constituição Federal e afirmam que as deliberações, “ao discorrer sobre o rateio das participações sobre o produto da exportação do petróleo criaram um estado de crise institucional federativa”, causando prejuízo de 2,7 bilhões de dólares ao estado do Rio de Janeiro.

Decisão

A ministra Ellen Gracie negou as liminares por entender que os pedidos mostram-se abrangentes. Isso porque buscam suspender a tramitação de toda a matéria do projeto de lei sem identificar, para tanto, a ocorrência de qualquer vício em sua tramitação legislativa.

A relatora observou que o tema permanece “ainda sob o natural campo dos intensos debates políticos, próprios àquela Casa legislativa”. No entendimento da ministra, esses debates representam as diferentes expectativas que nutrem a sociedade brasileira. E, por essas razões, não reconhece nos pedidos os pressupostos para a concessão de uma liminar.

FONTE: STF

PROGRAMAÇÃO SEMANAL DA LIMPEZA PÚBLICA

Flash do Secretário

Supervisionando instalação de novas papeleiras na Av. Pelinaca e também reposição em diversas ruas ,pois o índice de vandalismo ainda é grande 

Flash de Serviços

Pintura  do paredão e dique do rio Paraíba do Sul.

CENA SUJA! IMBEG MAIS UMA VEZ

Esta cena suja foi provocada pela IMBEG,em um dos principais corredores da cidade:Av. José Alves.Descartou e não destinou à aterro da Codim há 06 dias.Reclamei providências na Postura e com a PCE,empresa responsável pela fiscalização desta magnífica obra de recuperação paisagistica da antiga Beira Valão.   

CENA SUJA! Fiel Construtora

Flagrante de descarte clandestino de lixo vegetal e entulhos pela empresa FIEL CONSTRUÇÕES,no terreno da Rua Silva Tavares esquina c/ Beira Valão.Esta empresa  tem realizado diversas obras à Prefeitura de Campos.Ganhou multa da Postura e "troféu porcalhona da cidade.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

CENA SUJA ! SANTA CASA



Para divulgar seus cursos na área da saúde a nossa secular Santa Casa,"emporcalhou centenas de postes da cidade ,que foram recentemente pintados.UMA LÁSTIMA,POIS ASSIM  PODE GANHAR O "PRÊMIO PORCALHÃO DA CIDADE".

DIA NACIONAL DA LIMPEZA URBANA

Prefeito Nelson Nahim celebra Dia Nacional de Limpeza Urbana 27/08/2010
Por Telmo Filho  27/08/2010

O Dia Nacional da Limpeza Urbana é comemorado nesta sexta-feira (27) e, para celebrar a data, a Secretaria Municipal de Serviços Públicos realizou trabalho de conscientização na Avenida Pelinca sobre a importância de manter a cidade limpa, independente da época do ano. O Prefeito Nelson Nahim prestigiou o evento e ajudou na distribuição de adubo orgânico, sacolas plásticas para os motoristas depositarem o lixo e na panfletagem sobre a importância de não jogar lixo em vias públicas ou terrenos baldios. O trabalho contou com 30 participantes do Projovem.

Segundo o prefeito, quem tem visão de gestor, tem a nítida noção de que, antes mesmo de recolher o lixo, é importante que este esteja depositado no seu devido lugar. “Por isso a importância desse trabalho de conscientização, pois é dinheiro que é gasto para manter a cidade limpa. Que as pessoas tenham consciência em manter a nossa cidade limpa e que isso tem um custo. Se a gente evitar sujeira para que não haja surto de dengue, por exemplo, evitamos gastar na hora doença. E podendo gastar menos dinheiro com o lixo, estaremos investindo em educação, infra-estrutura”, comentou.

- Em todas as pesquisas o que tem o maior índice de aprovação da população é a limpeza pública. Mas a população tem que fazer a parte dela - disse.
De acordo com o secretário de Serviços Públicos, Zacarias Albuquerque, a equipe da secretaria está celebrando a data para fazer um trabalho de sensibilização. “Temos coleta de lixo em 204 comunidades, varrição em 371 ruas, um número que poderia ser bem maior se houvesse mais conscientização das pessoas. A prefeitura trata o lixo através da Usina e aterro na Codin e três investimentos estão em fase de finalização que vão colocar Campos no topo da limpeza pública: o novo aterro em Conselheiro Josino, a Unidade de Tratamento Hospitalar em autoclave, faltando apenas a licença do Inea para iniciar a operação, e Usina de Reciclagem com capacidade de 100 toneladas de lixo, na Codin”, pontuou.


*fonte: Site da Prefeitura de Campos