Follow by Email

domingo, 4 de setembro de 2016

MPRJ elimina uso de copos plásticos na instituição

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) decidiu acabar com a compra de copos plásticos. A campanha "Copo Zero", mais uma iniciativa que visa a desenvolver ações sustentáveis, vai gerar uma economia anual de R$ 118 mil. Com a medida, a instituição deixará de consumir cerca de 350 mil unidades mensalmente. Mais de 4 milhões de copos plásticos deixarão de ser despejados no meio ambiente por ano. A ideia foi concretizada pela Comissão de Gestão Ambiental (CGA), que reúne secretarias e diretorias da instituição voltadas para a adoção de condutas ambientalmente mais responsáveis.
Essa atitude do MP se encaixa em dois dos cinco "R's" ("erres") aplicados à política de sustentabilidade: repensar e reduzir. A CGA, composta pelas subcomissões de Gestão de Resíduos, Construções Sustentáveis, Uso Racional dos Recursos, Contratações Sustentáveis, Meio Ambiente do Trabalho e Educação Ambiental, trabalha junto ao Ministério do Meio Ambiente, em adesão à Agenda A3P — Agenda Ambiental na Administração Pública. Tem como objetivo elaborar projetos e desenvolver ações que permitam ao Ministério Público reduzir impactos socioambientais negativos, economizar recursos públicos, reduzir emissões de gases de efeito estufa e gerar o menor volume possível de resíduos na realização de suas atividades administrativas e operacionais.
O plástico é um resíduo que demora aproximadamente 400 anos para se decompor no meio ambiente. Quando não direcionado corretamente para a reciclagem, este volume incrementa negativamente aterros e lixões. Nos mares provoca a morte de mais de um milhão de aves e mamíferos marinhos, anualmente. Além disso, uma pesquisa desenvolvida pela Universidade Federal da Bahia afirma que os copos descartáveis possuem em sua composição uma substância chamada "estireno", que, em contato com o café quente, pode soltar uma quantidade nociva do composto, acima do considerado seguro pelo Ministério da Saúde, podendo causar câncer.
A CGA iniciou uma campanha interna através de informativos online para incentivar todos os funcionários que tragam o próprio copo ou caneca de casa. Essa atitude do "Copo Zero" foi apenas mais uma entre vários projetos pensados individualmente em cada uma das subcomissões, que visam especificamente suas áreas de atuação. Além de campanhas como impressão "frente e verso", está em vigor, por exemplo, o projeto "Rascunho Verde", no qual os setores entregam folhas que só tenham sido utilizadas um dos versos, para depois serem produzidos blocos de rascunho reutilizando esses papéis.
Disponível em: http://www.mprj.mp.br/home/-/detalhe-noticia/visualizar/31701;jsessionid=fl2yfW8i0jakjsu+fEQ7m695.node1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo sua participação e opinião !