Follow by Email

quinta-feira, 3 de março de 2016

Mais de 60 pessoas participaram, no último final de semana, do projeto Vem Passarinhar no Parque Estadual da Pedra Branca, administrado pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Os observadores de aves conseguiram avistar mais de 80 espécies, incluindo algumas raras, como a ariramba-de-cauda-ruiva – que, no município do Rio, só ocorre na região do parque , o limpa-folha-coroado e o vissiá.

A programação começou no sábado, com uma caminhada de três quilômetros ao Açude do Camorim, em Jacarepaguá, que reuniu 27 participantes, além da equipe de técnicos e guarda-parques do Inea e agentes da Unidade de Polícia Ambiental (UPAm) Pedra Branca. À noite, no núcleo do Pau da Fome, também em Jacarepaguá, puderam ser observadas espécies como a corujinha-do-mato e do murucututu-de-barriga-amarela.

No domingo pela manhã, cerca de 40 pessoas compareceram ao núcleo Rio da Prata, em Campo Grande, onde puderam avistar o tucano-de-bico-preto, o miudinho e o arapaçu-de-garganta-branca, entre outras aves. Foram observadas ao todo 83 espécies.

O chefe do Parque da Pedra Branca, Andrei Veiga, considerou positiva a participação no Vem Passarinhar, destacando que a cada ano o público interessado na atividade vem aumentando.

- O Vem Passarinhar nas unidades de conservação tem um valor extraordinário como ferramenta de gestão para a conservação das espécies da Mata Atlântica – afirmou.

A próxima etapa do Vem Passarinhar será realizada nos dias 19 e 20 deste mês, na Reserva Biológica Estadual de Araras, em Petrópolis. Confira mais detalhes sobre o projeto e a programação completa no site do Inea (www.inea.rj.gov.br), na seção de Biodiversidade e Áreas Protegidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo sua participação e opinião !