Follow by Email

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

PRESTANDO CONTAS 1 USINA DE LIXO HOSPITALAR

Apresentaremos a seguir ,as principais ações e projetos nas áreas da limpeza pública , gestão de resíduos e  meio ambiente,que foram desenvolvidas durante 08 anos do Governo Rosinha Garotinho .e na nossa administração.
Neste tempo, estive gestor  da Secretaria de Serviços Públicos,responsável pela limpeza pública e gestão de resíduos, no período 2009 a maio de 2013, na posição de secretário ,subsecretário  gestor da Secretaria de Meio Ambiente entre junho de 2013 a dezembro de 2016. 
Nesta divulgação, que não é relatório gerencial, usaremos tão somente textos que foram publicados nos jornais e sites de Campos.


MATERIAS:
.USINA DE LIXO HOSPITALAR
Campos faz tratamento regional de resíduos de lixo de saúde
A Unidade de Tratamento de Resíduos dos Serviços de Saúde, que trata o chamado lixo hospitalar ou de materiais contaminantes, com elevadas temperaturas e pressão, já está funcionando como unidade regional. Nesta terça-feira (04), um volume de resíduos de serviços da saúde (lixo hospitalar) chegará da cidade de Itaperuna para ser incinerado no Auto Clave, que funciona no aterro sanitário. A unidade foi inaugurada desde o dia 8 de junho e funciona numa área total de 1.470 metros quadrados, no Distrito Industrial de Guarus, com capacidade para processar 2.700 litros por ciclo.

De acordo com informações do secretário de Serviços Públicos, Zacarias Albuquerque, a unidade dá tratamento adequado e correto ao lixo hospitalar, sem provocar qualquer impacto ambiental negativo, considerando que o material que não é tratado adequadamente representa risco à saúde pública e ao meio ambiente.

- A coleta do resíduo dos serviços de saúde é feita diariamente nos hospitais e clínicas da cidade pela empresa concessionária do serviço de limpeza pública, a Vital Engenharia. Temos em Campos 149 unidades geradoras destes materiais e a unidade autoclave faz a adequação aos padrões exigidos pela Legislação Sanitária e Ambiental - informou o Secretário de Serviços Públicos, Zacarias de Albuquerque.

O secretário acrescenta que a empresa operadora do sistema já firmou contratos com geradores de resíduos dos serviços de saúde de outras cidades, como Itaperuna e São João da Barra, onde empresas que atuam na construção do Porto do Açu destinarão seus materiais para a Unidade de Tratamento de Resíduos dos Serviços de Saúde em Campos. O município receberá 5% dos valores apurados com a prestação de serviços de tratamento dos resíduos para a iniciativa privada.

Durante o processamento dos materiais, o autoclave imprime alta pressão e elevada temperatura nos materiais, promovendo a desinfecção e inertização de resíduos de serviços de saúde e, até mesmo, uma “lavagem” do ar no interior da Câmara, através do vapor superaquecido. A unidade é composta de tanque de gás liquefeito de petróleo (GLP), compressor de ar. Na câmara de aquecimento, o GLP é queimado para aquecer a caldeira e provocar vapor elevado de ar, sendo que ambos fazem funcionar o Autoclave.
Por: Jualmir Delfino - Foto: Divulgação -  04/01/2011 10:13:00

DADOS  COMPLEMENTAR
          Inaugurado em 7 de junho de 2010;
            Investimento: 900 mil reais;
            Geração de empregos:
                12 – Durante a execução da obra;
                06 – Durante operação  e manutenção;
            Tecnologia escolhida foi a autoclavagem, além de outras Prefeituras.Ex. São Joao da Barra e São Francisco do Itabapoana ;

            Trata todo lixo da saúde gerado pela Prefeitura de Campos  e os demais hospitais e clínicas privados  .

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo sua participação e opinião !