Follow by Email

sábado, 30 de abril de 2016

Os ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho vão pedir ao Procurador-Geral de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, Marfan Martins Vieira, que abra uma ação criminal contra o promotor Leandro Manhães.

Segundo Garotinho a atuação do promotor tem sido parcial e flagrantemente com desvio de finalidade e abuso de autoridade: “Temos muito respeito pelo Ministério Público, mas ninguém pode achar que está acima da Lei, muito menos um Promotor”.

Segundo Garotinho o promotor reagiu de forma política, inclusive fornecendo dados da prefeitura que ele requisita para os vereadores de oposição, além de ser fonte de jornais para os quais ele vaza informação.

Ainda, segundo o ex-governador, “irregularidades têm que ser combatidas em todas as esferas, mas com seriedade e respeito à ordem jurídica e à impessoalidade”.

Garotinho disse também que o promotor já vem a algum tempo extrapolando o limite da razoabilidade em relação à sua atribuição constitucional. “Não é possível que pessoas públicas sejam expostas sem nenhum elemento concreto para se fazer acusação”, disse.

O ex-governador finalizou dizendo que a denúncia que será por seus advogados e de Rosinha não se fundamentará apenas neste último caso, “onde o promotor tentou envolver o seu nome e o da prefeita Rosinha Garotinho com a empreiteira Odebrecht, e sim a várias situações em que sistematicamente ele vem agindo de forma parcial”.

O Campos 24 Horas fez contato através de email com a Assessoria de Comunicação do Ministério Público Estadual(MPE) para oferecer espaço e divulgar uma resposta às acusações.

(Campos 24 Horas) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo sua participação e opinião !