Follow by Email

quarta-feira, 2 de março de 2016

Reprodução do G1
Reprodução do G1


A Procuradoria Geral da República abriu o terceiro inquérito contra Eduardo Cunha. Agora pela suspeita de que ele recebeu R$ 52 milhões em propinas do consórcio do Porto Maravilha. Em delação premiada os donos da Carioca Engenharia, Ricardo Pernambuco e Ricardo Pernambuco Júnior, uma das empresas do consórcio, confirmaram e apresentaram planilha com depósitos no valor de R$ 4 milhões em contas de Eduardo Cunha no exterior.

Mas ontem a defesa de Cunha entrou com pedido de adiamento da decisão do STF sobre a primeira denúncia. Está na pauta de amanhã o caso que pode transformar Cunha em réu na Lava Jato, o primeiro com foro especial. O ministro Teori Zavascki deve anunciar sua decisão ainda hoje. Cunha tenta evitar o inevitável. 

FONTE BLOG DO GAROTINHO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo sua participação e opinião !