Follow by Email

quinta-feira, 31 de março de 2016

Rio São Francisco é fonte de vida para ribeirinhos em terras baianas

Bahia é o estado em que o Velho Chico percorre o maior trecho. 
Mesmo castigado, ele é fonte de vida para os ribeirinhos.

José RaimundoMalhada, BA
Dentre todos os estados por onde passa, é na Bahia que o Rio São Francisco percorre o maior trecho. O Globo Rural navegou por quase mil quilômetros do Velho Chico em território baiano e mostrou que, mesmo castigado, ele é fonte de vida para os ribeirinhos.
Quando entra na Bahia, o São Francisco revela no horizonte uma missão: socorrer milhões de nordestinos. Depois de deixar Minas Gerais, ele percorre outros quatro estados. Além da Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe. Gera energia em sete hidrelétricas e alimenta o maior lago artificial da América Latina. Suas águas abastecem 264 cidades só no Nordeste.
Malhada é o primeiro município baiano banhado pelo rio. A seca histórica deixou marcas profundas em uma fazenda que abriga uma RPPN – reserva particular do patrimônio natural. Todo ano, de dezembro a março, aves do pantanal mato-grossense voam para essa região. Na área, que geralmente fica alagada, elas formam o maior ninhal do sertão nordestino. Mas este ano, pela primeira vez, não vieram. Não teve água, nem comida para elas.
O agricultor Ruy Moura, um dos donos da fazenda, não imaginava que um dia fosse ver seu santuário sem uma gota d'água. “É a primeira vez, nunca vi uma época dessa sem água nenhuma. É uma coisa triste.”
Primeiro afluente do São Francisco no Nordeste, o Rio Carinhanha desagua perto da ponte Guimarães Rosa e, apesar de contribuir com suas águas, pelo menos nessa parte ainda não alterou muito o volume do Velho Chico.
No começo do Médio São Francisco, não faz  muito tempo, as pessoas atravessavam o rio com água abaixo do joelho. Depois de duas semanas de chuva, o rio tem menos de um metro de profundidade.
O São Francisco passa também por Bom Jesus da Lapa, um centro de peregrinação do Nordeste. Todo ano, 300 mil romeiros procuram este santuário encravado no Morro do Calcário.
Em Correntina, no cerrado baiano, estão nascentes que alimentam riachos e rios da bacia do Velho Chico. As nascentes que brotam nesta região estão ameaçadas por grileiros que insistem em derrubar a vegetação para criar gado e aumentar plantações.
Uma aflição para os nativos que vivem nesta área. No começo de 2016, eles se reuniram para salvar um córrego. Leobino Pereira da Silva e seus vizinhos construíram uma cerca e com isso evitaram que os tratores conseguissem avançar.
Uma das nascentes vem do aquífero Urucuia. Aquífero é um lençol de água que fica no subterrâneo com enorme capacidade de armazenagem. O Urucuia é um dos grandes alimentadores da bacia do São Francisco. Tem 120 mil quilômetros quadrados e se espalha por seis estados. Quase 80% da área está encravada no oeste da Bahia.
O Rio Corrente é um dos grandes afluentes do Velho Chico. Ele está preservado na maior parte de sua extensão e também é rico em belezas naturais. O Corrente corta duas cidades: São Felix e Santa Maria da Vitória – uma de frente para outra. Em janeiro ele inundou ruas, praças e deixou famílias desabrigadas. Desde 1989, não se via enchente como esta. O aguaceiro do Rio Corrente rapidamente provocou estragos à beira do São Francisco.
O Globo Rural encontrou João, que com quase um século de vida já viu de tudo no São Francisco. No ano passado, por exemplo, o rio chegou a secar completamente em alguns trechos da região de Ibotirama. Tinha até corrida de cavalo no areião do leito e as balsas encalhavam a todo momento. Hoje, a situação melhorou: as embarcações já voltaram a navegar.
Cento e vinte quilômetros adiante está a cidade de Barra. Nela, o Velho Chico recebe as águas de outro afluente importante: o Rio Grande, que chega na foz exibindo águas turvas. Barra é a cidade onde vive Dom Luiz Cappio. O bispo, que há nove anos fez até greve de fome para protestar contra as agressões ao rio, diz que não se ilude mais com as enchentes. “Essa água é de enxurrada, das chuvas. É um benefício, mas não cura o rio das suas doenças, que são causadas por um abuso do rio, sem a preocupação de revitalizá-lo.”

Ibope: 10% aprovam governo Dilma, e 69% desaprovam

Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (30) mostra os seguintes percentuais de avaliação do governo da presidente Dilma Rousseff (PT):
– Ótimo/bom: 10%
– Regular: 19%
– Ruim/péssimo: 69%
– Não sabe: 1%
Pesquisa Ibope Dilma (Foto: Editoria de Arte/G1)
O levantamento do Ibope, encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), foi realizado entre os dias 17 e 20 deste mês e ouviu 2.002 pessoas, em 142 municípios. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.
Segundo a CNI, a soma dos percentuais não iguala 100% em decorrência do arredondamento.
Na última pesquisa do Ibope encomendada pela CNI, divulgada em dezembro do ano passado, 9% dos entrevistados aprovavam o governo (consideravam “ótimo” ou “bom”); 70% consideravam a gestão Dilma “ruim” ou “péssima”; e 20%, “regular”.
O nível de confiança da pesquisa, segundo a CNI, é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.
‘Maneira de governar’ – A pesquisa divulgada nesta quarta também avaliou a opinião dos entrevistados sobre “a maneira de governar” da presidente: 14% aprovam; 82% desaprovam; e 3% não souberam ou não responderam.
Além disso, 18% disseram confiar na presidente, enquanto 80% afirmaram não confiar, e 2% não souberam ou não responderam.
Segundo mandato
Na comparação com o primeiro governo Dilma, 3% dos entrevistados consideram o segundo mandato dela “melhor”. Para 80%, a atual gestão é “pior” e 16% dizem ser “igual”.
Ainda de acordo com a pesquisa Ibope, 10% dos entrevistados avaliam como “ótimo/bom” as perspectivas em relação ao restante do mandato de Dilma à frente do Planalto, enquanto 68% dizem acreditar que o governo será “ruim/péssimo”. Para 18%, será “regular”.

Fonte: G1

quarta-feira, 30 de março de 2016

Entenda como é feita a classificação de resíduos

A classificação contribui para o descarte adequado e a manutenção de um ambiente saudável. Confira a nomenclatura da ABN 01/ 2014

PUBLICADO POR
Redação
Resíduos Sólidos
Foto: blogdoserido
Os resíduos sólidos são qualquer material, substância ou objeto descartado, resultante de atividades humanas, como o lixo gerado nas casas, fábricas e hospitais; as folhas e os materiais varridos nas ruas das cidades.
Basicamente todos os resíduos podem ser divididos entre recicláveis (papel, plásticos, tecidos, alumínio, vidros, etc.) e não recicláveis (metais, óleos e químicos, por exemplo), mas para saber quais materiais devem ser realmente reutilizados, é necessário separá-los conforme a origem, a composição química e a periculosidade que apresentam.
A classificação dos resíduos sólidos contribui para o seu melhor reaproveitamento, descarte e, consequentemente, para a manutenção de um ambiente saudável. Confira a classificação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT):

Resíduos sólidos quanto às características físicas

• Resíduos secos: aqueles que não possuem líquidos em sua composição, como papéis, plásticos, metais, couros tratados, tecidos, vidros e madeiras, entre outros.
• Resíduos molhados: restos de comida, cascas e bagaços de frutas e verduras, ovos, legumes e alimentos estragados.

Classificação de resíduos por origem

Lixo hospitalar.
Foto: g1
• Resíduo Hospitalar: normalmente é constituído de seringas, agulhas, curativos e outros materiais que podem levar à contaminação humana.
• Resíduo Domiciliar: são aqueles gerados em residências e podem ser compostos de alimentos, lixo sanitário, vidros e embalagens, além de produtos químicos descartados de maneira errada.
• Resíduo Agrícola: entre eles estão as embalagens de defensivos agrícolas, os medicamentos veterinários e os restos orgânicos como palha, ração e estrume.
• Resíduo Comercial: em sua maioria são papéis, caixas de papelão e plásticos de embalagens utilizados no comércio, mas podem conter restos sanitários e orgânicos.
• Resíduo Industrial: descartados nos processos industriais, eles possuem composição variada e boa parte é perigosa, como o ferro e suas impurezas, cinzas, óleos e borrachas.
• Entulho: São restos de materiais usados em construção, como madeiras, tijolos, cimento, rebocos, metais e solos de escavação, quase sempre recicláveis.
• Resíduo Público ou de Varrição: são os materiais recolhidos nas vias públicas, galerias, áreas de realização de feiras e outros locais públicos. Sua composição é muito variada, indo das folhas de árvores a restos de animais e alimentos.
Entulho de construção civil
Foto: cbnsp
• Resíduos Sólidos Urbanos: engloba os resíduos domiciliar, de varrição, comercial e os entulhos. Podem ser classificados como os materiais recolhidos pelos órgãos públicos.
• Resíduos de Portos, Aeroportos e Terminais Rodoviários e Ferroviários: podem conter todo o tipo de lixo e detritos de outros países, por isso são analisados e coletados após uma reclassificação.
• Resíduo de Mineração: pode ser constituído de solo removido, metais pesados, restos e lascas de pedras, etc.

Classificação por composição química

• Orgânicos: aqueles que se decompõem naturalmente e já foram parte de algum organismo vivo, como alimentos, esterco, madeira e restos de animais.
• Inorgânicos: vidros, plásticos, borrachas e outros materiais produzidos pelo homem.
• Poluentes Orgânicos Persistentes (POP): compostos altamente resistentes à degradação química, fotolítica e biológica, como os pesticidas e os agrotóxicos.
• Poluentes Orgânicos Não Persistentes: elementos químicos como os detergentes, os óleos, solventes de baixo peso molecular e alguns pesticidas biodegradáveis.
Resíduos hospitalares

Classificação de resíduos pela periculosidade

• Resíduos Perigosos (Classe I): os que apresentam riscos para o homem ou meio ambiente, que sejam inflamáveis, corrosivos, tóxicos ou contaminados por doenças.
• Resíduos Não Perigosos (Classe II): são os que não apresentam risco à vida. São subdivididos em Classe II A – não inertes; e Classe II B – inertes.

Telão na Central do Brasil exibe imagem contra Cunha; abaixo deputados abrem faixas no plenário (Reproduções do Globo)
Telão na Central do Brasil exibe imagem contra Cunha; abaixo deputados abrem faixas no plenário (Reproduções do Globo)


A Mesa Diretora da Câmara apresentou projeto de resolução para alterar a divisão de vagas das comissões da Casa. O objetivo claro é mudar a composição do Conselho de Ética para Cunha escapar do processo que pode resultar na sua cassação. Se o STF não decidir pelo seu afastamento, Cunha arrastará o seu processo até o final do ano (seu mandato termina em fevereiro do próximo ano). Ontem teve mais protestos contra Cunha, na Central do Brasil e no plenário da Câmara. 
FONTE BLOG DO GAROTINHO

segunda-feira, 28 de março de 2016

Ato vai lembrar 13 anos da tragédia ambiental de Cataguases

  Divulgação
Encontro tem como objetivo fazer um alerta sobre a necessidade de discutir sobre as ações necessárias para que novos acidentes desse tipo não aconteçam
A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Ambiental, com apoio da Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (Anamma) vai realizar na próxima terça-feira (29/03), a partir das 14h, um ato público lembrando os 13 anos da tragédia ambiental do rompimento da barragem de resíduos industriais Cataguases, em Minas Gerais. O ato será realizado no Museu Histórico de Campos e contará com apresentação de vídeos e mesa de debates. 
O encontro tem como objetivo fazer um alerta sobre a necessidade de discutir sobre as ações necessárias para que novos acidentes desse tipo não aconteçam e nem comprometam mais o Rio Paraíba do Sul.  Vão participar do encontro, representantes dos órgãos ambientais, representantes da sociedade civil e público interessado no tema.
De acordo com o secretario de Desenvolvimento Ambiental, Jorge Rangel, muitas ações de proteção ao meio ambiente já foram realizadas no decorrer desses anos, mais o alerta e os cuidados, devem ser permanentes.  “É importante alertar às indústrias para que tomem todas as providencias necessárias para que novos acidentes não ocorram”, afirma o secretário.
CRIME AMBIENTAL
O acidente aconteceu há 13 anos, quando uma barragem de rejeitos industriais se rompeu em Cataguases (MG), espalhando lignina, produto resultante da fabricação de celulose por 200 quilômetros do Rio Paraíba do Sul e impedindo a população fluminense de utilizar a água, que ficou negra com a contaminação. “Passados 13 anos deste que foi um dos maiores acidentes ambientais do país, o Rio de Janeiro ainda está ameaçado por outras 12 barragens de rejeitos de Minas Gerais, que estão próximas a rios da bacia do Paraíba do Sul”, informa o subsecretário de Desenvolvimento Ambiental, Zacarias Albuquerque.

Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online


O presidente do PT, Rui Falcão postou no Facebook:“Vamos lutar e vamos defender o Estado Democrático de Direito. As manifestações (a favor do governo e de Lula) mostram o seguinte: queremos a paz, mas não tememos a guerra. Se eles acham que haverá estabilidade derrubando a Dilma, estão muito enganados". É retórica, aviso ou ameaça? 

FONTE BLOG DO GAROTINHO

domingo, 27 de março de 2016

Lista da Odebrecht: Garotinho vai processar quem fizer insinuações

O secretário de Governo Anthony Garotinho (PR) disse hoje (26), em sua emissora de rádio, que vai processar quem fizer insinuações maldosas sobre a inclusão do seu nome, da sua esposa e da filha na lista da Odebrecht. “Recebemos, sim. Mas todas as doações estão dentro da Lei. Veículos de fora não fizeram insinuações sobre o nome da minha família. Não tem nada ilegal nessas doações. Quem fizer isso será processado”, afirmou Garotinho.
Para o ex-governador, pode até algo ilegal na lista, mas ele garante que e empresa investigada na Lava Jato fez tudo certinho com ele, a esposa e a filha.
Quem conhece Garotinho sabe que ele odeia insinuações sobre doações. Há 10 anos ele iniciou uma greve de fome após a veiculação de reportagens apontando supostas irregularidades nas doações para a sua pré-campanha.

FONTE BLOG DO BASTOS

sexta-feira, 25 de março de 2016

Descubra a quantidade de água utilizada para produzir 13 diferentes alimentos

Descubra a quantidade de água utilizada para produzir 13 diferentes alimentos
22 mar 2016
Recentemente cientistas refizeram as contas e chocaram a todos: 4 bilhões de pessoas (!) sofrem com a falta de água no mundo todos os anos. Chega de desperdiçar e poluir o recurso, não?
Além de toda a água que usamos no dia a dia (que não é pouca!) para tomar banho, cozinhar, lavar roupa, limpar a casa e etc., também há uma “pegada hídrica” embutida na fabricação dos produtos que consumimos. Seja uma peça de roupa, um copo descartável ou até uma batata, cenoura ou carne que comemos no almoço: tudo precisa de água para existir.
Agora, você já parou para pensar quantos litros de água foram utilizados para que o seu bife chegasse a sua mesa? Abaixo listamos a quantidade de água necessária para a produção de um quilo de 13 diferentes alimentos, segundo estudo internacional da WaterFootprint. Vale dar uma olhada e repensar se você realmente precisa dos produtos que consomem tanta água em sua fabricação. 
Cana de açúcar: 197 litros
Vegetais diversos: 322 litros
Frutas: 962 litros
Cereais: 1644 litros
Culturas oleaginosas: 2.364 litros
Nozes: 9.063 litros
Leite: 1.020 litros
Ovos: 3.265 litros
Frango: 4.325 litros
Manteiga: 5.553 litros
Carne de Porco: 5.988 litros
Carne de ovelha: 8.763 litros
Carne de vaca: 15.415 litros
A carne bovina é a que mais consome água em sua fabricação, reparou? Este é um dos motivos para que os ambientalistas defendam que todas as pessoas reduzam significantemente a quantidade de carne que ingerem. Recentemente publicamos a reflexão de uma não vegetariana sobre o porquê deveríamos comer menos carne. Vale a pena dar uma lida! :)
Foto: michaelpickard/Creative Commons

Condomínio pode proibir morador de ter animal de estimação


A normatização do condomínio não pode interferir no direito de propriedade, mas também não pode prevalecer diante do direito à segurança e tranquilidade da vizinhança. Com esse entendimento, a 6ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve decisão de primeiro grau a um morador que buscava autorização para manter seu cachorro, da raça pit bull, no local. O condomínio havia proibido o cão em razão da agressividade do animal.
“Não se nega, é claro, o amor dos donos que criaram o cão desde pequeno e o sentimento de angústia gerado por esta decisão. Porém, em situações assim, forçoso reconhecer que o interesse público deve se sobrepor ao particular, especialmente se o cão já demonstrou indícios de sua ferocidade sem instigação aparente,” afirmou o desembargador Paulo Alcides, relator do recurso. 
De acordo com o processo, houve incidente envolvendo o pit bull e outro cachorro da raça boxer, atacado quando passeava com seu dono. O autor da ação foi notificado pelo condomínio para melhor resguardar o local em que seu cão permanecia, mas não o fez. Por isso, o condomínio, seguindo o regime interno, penalizou e determinou a remoção do animal. Com informações da Assessoria de Comunicação do TJ-SP.
0007866-77.2012.8.26.0248
23/03/2016 16:09
Reprodução do site do TSE (Prestação de contas da campanha de Rosinha Garotinho)
Reprodução do site do TSE (Prestação de contas da campanha de Rosinha Garotinho)


Antes de publicar a resposta no blog procurei verificar as doações eleitorais feitas à campanha da prefeita Rosinha Garotinho e Clarissa Garotinho, que também aparecem na tal lista que mistura doações oficiais com doações irregulares (propinas). Clarissa não foi candidata a prefeita em 2012, foi vice de Rodrigo Maia, e de fato, o candidato recebeu ajuda do diretório nacional e estadual do PR. Não há nada de irregular.

Quanto à prefeita Rosinha Garotinho, como vocês podem observar na reprodução acima, do total de sua campanha, mais de 90% foram repasses dos diretórios estadual e nacional, com CNPJ / CPF e número do recibo eleitoral. Exatamente como determina a lei.

Não me preocupa o fato de meu nome aparecer nessa lista, porque, diferente de outras situações, trata-se de uma constatação normal de doação que está declarada na minha prestação de contas feita ao TRE-RJ, assim como os casos de Rosinha e da minha filha Clarissa. Também não me preocupa a possibilidade de algum opositor tentar deformar os fatos, porque acredito que as investigações apontarão a realidade.

Quanto à Operação Lava Jato, torço para que ela contribua realmente para passar o nosso país a limpo, dentro dos preceitos constitucionais e do Estado Democrático de Direito. 

FONTE BLOG DO GAROTINHO

quinta-feira, 24 de março de 2016

Reprodução da Veja online
Reprodução da Veja online


O ministro do STF, Gilmar Mendes suspendeu a posse e mandou o inquérito de Lula para Sérgio Moro. O ministro Luiz Fux negou recurso para anular a decisão. Agora a ministra Rosa Weber negou outro pedido da Advocacia Geral da União. Já é a terceira derrota de Lula no STF, que só no dia 30 deve se reunir para tomar uma decisão sobre a situação de Lula, que virou ministro informal, sem pasta. Aliás, uma curiosidade. Lula passou quase um ano torpedeando o então ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Agora depende dele, como Advogado Geral da União para virar ministro de Dilma. 

FONTE BLOG DO GAROTINHO

quarta-feira, 23 de março de 2016

Dilma: “Golpe está em curso e jamais renunciarei”

dilma
A presidente Dilma Rousseff voltou a classificar de ‘golpe’ nesta terça-feira (22) o processo de impeachment que ela é alvo na Câmara dos Deputados durante ato, no Palácio do Planalto, no qual recebeu o apoio de dezenas de profissionais do meio jurídico.
Juristas, advogados, promotores, magistrados e defensores públicos participaram do ato batizado de Encontro com Juristas em Defesa da Legalidade. O evento foi organizado para demonstrar contrariedade a ações recentes do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, como a divulgação de áudio de conversa telefônica entre Dilma e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
“Não cabem meias palavras: o que está em curso é um golpe contra a democracia. Jamais renunciarei. Pode se descrever um golpe de estado com muitos nomes, mas ele sempre será o que é: a ruptura da legalidade, atentado à democracia”, enfatizou Dilma no evento.
“Não importa se a arma do golpe é um fuzil, uma vingança ou a vontade política de alguns de chegar mais rápido ao poder. Esse tipo de sinônimo, esse tipo de uso inadequado de palavras é o mesmo que usavam contra nós na época da ditadura para dizer que não existia preso político no Brasil quando a gente vivia dentro das cadeias espalhadas pelo país”, complementou a petista.
Fonte: G1 (aqui).

terça-feira, 22 de março de 2016

Bruno Dauaire cobra retorno de policiais

bruno
O deputado estadual Bruno Dauaire (PR), vice-presidente da Comissão de Segurança Pública da Alerj, entregou ao Secretário Beltrame, nesta segunda-feira (21), “a listagem dos policiais do interior que precisam retornar urgentemente aos seus municípios. “Cobrei que esse compromisso, assumido no primeiro semestre de 2015, seja finalmente cumprido. Meu pedido recebeu forte apoio de todos os integrantes da Comissão de Segurança Pública da Alerj”, afirma Bruno.
FONTE BLOG DO BASTOS

domingo, 20 de março de 2016

Governo faz ofensiva contra Sérgio Moro

Planalto deu início a questionamentos sobre ação do juiz federal; Dilma afirma que magistrado violou garantias da Presidência

Estadão Conteúdo
 O governo iniciou ontem uma ofensiva com questionamentos sobre a ação do juiz federal Sérgio Moro, que tornou públicos anteontem os áudios do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em conversa com a presidente Dilma Rousseff. A iniciativa começou com a própria presidente durante a cerimônia de posse de Lula. Em um claro recado a Moro, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato na Justiça Federal em Curitiba, a petista criticou a quebra do sigilo e a divulgação do conteúdo de conversas entre eles.
mi_13840395891771959 (1).jpg
 
“Não há justiça quando as próprias garantias da Presidência da República são violadas. O Brasil não pode se tornar submisso a uma conjuração que invade garantias constitucionais da Presidência da República, não por que a presidente seja diferente de outros cidadãos. Mas se se fere essas prerrogativas, o que farão com as prerrogativas do cidadão?”, questionou Dilma, ao discursar na solenidade.
A presidente garantiu que todo o fato será investigado. “Vamos avaliar as condições desse grampo. Quem autorizou, por que autorizou, e por que foi divulgado quando ele não continha nada, nada, eu repito, nada que possa levantar qualquer suspeita sobre seu caráter republicano”, disse a presidente. Na sequência, Dilma declarou: “A justiça e o combate à corrupção sempre são mais fortes e dignos quando respeitam os princípios constitucionais”.
Documento. A presidente fez questão de mostrar o documento na cerimônia e afirmou que ele foi enviado porque Lula poderia não comparecer ao evento devido a um problema de saúde de Marisa Letícia, sua mulher, também investigada.
Dilma mostrou ainda que o termo estava assinado apenas por Lula, e, sem sua assinatura como presidente, não teria qualquer validade para impedir uma eventual prisão. “Em que pese o teor absolutamente republicano do diálogo que tive ontem com ex-presidente lula, ele foi ‘publicizado’ com interpretação desvirtuada”, afirmou a petista.
A presidente disse ainda que é preciso “superar os ódios” no País e afirmou que a “gritaria dos golpistas” não vai tirá-la do rumo, não vão “colocar nosso povo de joelhos” nem causarão “caos e convulsão social”. O clima na solenidade no Planalto foi de ato político, com gritos de que “não vai ter golpe”.
Depois da posse, ministros também atacaram Moro. O novo ministro da Justiça, Eugênio Aragão, sugeriu que o juiz cometeu crime. "Se houve conversa da presidente que merecesse atenção jurisdicional não caberia ao juiz de primeira instância nem sequer aquilatar o valor daquela prova e muito menos dar-lhe publicidade". Já o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, disse que o sigilo da conversa da presidente é questão de “segurança nacional”.
Os argumentos serão usados pelo governo para partir para o enfrentamento da decisão do juiz de divulgar a conversa. A investida, no entanto, pode ser articulada internamente no governo mas protagonizada por parlamentares do PT e do PC do B, a exemplo do que foi feito no Supremo Tribunal Federal (STF) para questionar o rito do processo de impeachment.
O plano é argumentar que a escuta já deveria ter sido encerrada por ordem do próprio Moro no momento da gravação de Dilma e que, ao encontrar autoridade com foro privilegiado, o juiz precisaria encaminhar o caso imediatamente ao STF.

Recomendações para você