Follow by Email

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Mais de 26 mil pessoas beneficiadas por programa habitacional em Campos

 (Foto: Secom)
Mais de 26 mil pessoas, que viviam em áreas de risco ou em situação de vulnerabilidade social já mudaram de vida ao serem beneficiados pela Prefeitura de Campos com uma casa do Morar Feliz, o maior programa habitacional desenvolvido por uma prefeitura no país. Ao todo, 6.500 casas foram entregues em condomínios com saneamento básico, ruas pavimentadas e com iluminação pública. As casas têm dois quartos, sala, cozinha e banheiro.  São famílias que moravam em locais insalubres ou que apresentavam riscos, como às margens de rios, estradas federais e lagoas. 

 Todas as famílias, que viviam em áreas de risco ou em situação de vulnerabilidade social, cadastradas em 2012, são beneficiadas, a partir de critérios socioeconômicos. Entre os bairros que receberam os condomínios, estão Novo Jóquei, Lagoa das Pedras, Penha, Parques Eldorado e Esplanada, Tapera, entre outros. O secretário de Desenvolvimento Humano e Social, Thiago Ferrugem, aguarda a conclusão de mais uma etapa das obras das casas do Morar Feliz de Ururaí para fazer a entrega das casas, seguindo o cronograma.

- O programa Morar Feliz está dando segurança e dignidade a todas estas famílias. São pessoas que moraram, durante décadas, em condições insalubres, às margens de estradas ou de rios e, hoje, estão tendo a oportunidade de receber da prefeitura uma casa, de qualidade, com saneamento básico, onde poderão criar seus filhos com mais saúde e segurança - informa o secretário.

Em 2013, o município de Campos recebeu o Prêmio Selo de Mérito, da Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos de Habitação (ABC) com o Programa Morar Feliz, vencedor nas categorias Relevância Social e Grande Impacto Regional. Em novembro do ano passado, técnicos da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil participaram no Rio de Janeiro, da 1º Jornada Fluminense para Redução de Riscos de Desastres, onde Campos apresentou o Programa Morar Feliz, que eliminou o risco de desastre para 64,98% da população anteriormente atingida por enchentes e alagamentos.
Por: Da Redação - Foto: Secom -  10/02/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo sua participação e opinião !