Follow by Email

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Emissões de carbono aumentam sono no trabalho e na escola

Emissões de carbono aumentam sono no trabalho e na escola, diz estudo



Um estudo elaborado por pesquisadores alemães sugere que o aumento da concentração de dióxido de carbono nas empresas, escritórios e salas de aula é responsável por deixar as pessoas mais sonolentas durante a hora do trabalho ou dos estudos. A pesquisa também aponta que os ambientes mais abertos e menos artificiais podem colaborar para a produtividade das tarefas, uma vez que a circulação de ar puro é maior nestes locais.
Dados apresentados anteriormente pela comunidade científica já comprovavam que a concentração de CO2 nos ambientes fechados e abafados é bem maior que nos espaços abertos, mas a equipe do Fraunhofer Institute for Microelectronic Circuits and Systems, que sugere a relação da poluição com o sono, foi além e vem até desenvolvendo uma solução para aumentar a produtividade no horário de trabalho e dos estudos.
Aliados à empresa alemã Athmer, os pesquisadores criaram um sistema de vedação especial para as portas, capaz de medir a concentração do dióxido de carbono nos ambientes. Quando a propriedade atinge um determinado limite, o dispositivo aciona a ventilação interna, melhorando a oxigenação das pessoas que estão no local. De acordo com os cientistas, além de melhorar a qualidade do ar, a solução também é um importante recurso de eficiência energética.
Fora do ambiente corporativo e das salas de aula, as mudanças climáticas e o aumento das emissões de carbono também afetam, diretamente, o desempenho das atividades econômicas. De acordo com um estudo publicado pelo CicloVivo em fevereiro deste ano, o aumento das temperaturas vai diminuir em 10% a produtividade das pessoas que atuam em lugares abertos, devido ao estresse térmico.
Redação CicloVivo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo sua participação e opinião !