Follow by Email

domingo, 18 de agosto de 2013

Piscinão do Garotinho foi o grande sucesso do verão de 2001

14/08/2013 16:40


Outra realização pioneira do meu governo, da qual tenho muito orgulho, foi o Piscinão de Ramos, que inaugurei no início do verão de 2001, na Zona Norte. É outra obra que muitos desconhecem que foi criada por mim. Peguei uma multa milionária que a PETROBRAS teve que pagar por um acidente ambiental na Baía de Guanabara e decidi criar uma grande área de lazer para o povo da Zona Norte. O resultado superou todas as expectativas. Em 2001 nascia o Piscinão de Ramos, que muitos chamavam na época de Piscinão do Garotinho. Dezenas de milhares de pessoas, famílias inteiras, aproveitavam não apenas o Piscinão, como as quadras esportivas, as áreas de lazer com quiosques, os shows e atividades recreativas da Lona Cultural. O pessoal da Baixada Fluminense também vivia no Piscinão. Virou o point do verão, pessoas saíam da Zona Sul para conhecer o Piscinão, que acabou na novela das oito e virou um sucesso nacional.


Dicró, a atriz Mara Manzan e o apresentador Serginho Groissman no Piscinão de Ramos
Dicró, a atriz Mara Manzan e o apresentador Serginho Groissman no Piscinão de Ramos


Na novela O Clone, aquela personagem engraçada, a Odete (Mara Manzan), adorava o Piscinão e dizia “cada mergulho é um flash”. O sambista Dicró, falecido recentemente, virou o Rei do Piscinão, apresentadores com Serginho Groissman fizeram programas ao vivo de lá.


Cabral e Paes abandonaram o Piscinão"


Piscinão de Ramos abandonado
Piscinão de Ramos abandonado


Mas infelizmente, assim que Cabral assumiu o governo abandonou o Piscinão de Ramos, dizia que era mais uma obra que fazia as pessoas lembrarem do Garotinho. O Piscinão acabou sendo passado para Eduardo Paes que deu uma guaribada, mas depois também abandonou tudo. O resultado é que hoje vive deserto.


Rosinha fez o Piscinão de São Gonçalo


Piscinão de São Gonçalo
Piscinão de São Gonçalo


Em 2004, quando Rosinha era governadora, nasceu o Piscinão de São Gonçalo com 100.000m² de espelho de água, além de equipamentos esportivos, ciclovia, espaço para eventos. Chegava a receber 20.000 pessoas aos domingos de verão. Vinha gente de Niterói e Itaborái. Mas o destino foi o mesmo do Piscinão de Ramos. Cabral abandonou tudo, depois repassou para a prefeita Aparecida Panisset (PDT) que não fez nada e acabou devolvendo ao Estado. Hoje, o Piscinão de São Gonçalo também está deserto sem nenhumas condições.

Isso é para vocês conhecerem a verdade que a imprensa não mostra. Hoje, os moradores da Zona Norte, da Baixada Fluminense, assim como de São Gonçalo e adjacências perderam as suas grandes área de lazer que foram construídas por mim e por Rosinha.

Reprodução do jornal Extra
Reprodução do jornal Extra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo sua participação e opinião !