Follow by Email

sábado, 17 de agosto de 2013

PARQUE DOS TRÊS PICOS GANHA R$ 12 MILHÕES EM INVESTIMENTOS

PARQUE DOS TRÊS PICOS GANHA R$ 12 MILHÕES EM INVESTIMENTOS


 » Fabiana Paiva
Verba do Prodetur será utilizada em melhorias e na criação de complexo em Teresópolis

O Parque Estadual dos Três Picos ganhou R$ 12 milhões do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur-RJ) para investir na realização de melhorias e estudos. Com o recurso concedido pela Secretaria de Turismo, a pasta do Ambiente vai construir um complexo de visitação e implantar um núcleo na área localizada em Teresópolis, na Região Serrana.

Com 58.790 hectares, o Três Picos abrange ainda os municípios de Cachoeiras de Macacu, Nova Friburgo, Guapimirim e Silva Jardim. O investimento faz parte de uma estratégia do Governo do Estado em valorizar os parques naturais, equipá-los para o fomentar o ecoturismo e desenvolver o turismo sustentável no Rio de Janeiro.

- Temos um recurso de 187 milhões de dólares para o Prodetur e o Estado se comprometeu a destinar 20% dessa verba ao meio ambiente. Esses R$ 12 milhões para o Três Picos vão revitalizar o ecoturismo na região, movimentar a cadeia produtiva e, consequentemente, conceder mais qualidade de vida às pessoas - afirmou Ázaro.

De acordo com o secretário de Ambiente, Carlos Minc, o repasse vai proporcionar a construção de uma sub-sede no Vale da Revolta, em Teresópolis, às margens da BR-116. Um centro de visitante com restaurante, uma lanchonete, loja de souvenirs, estacionamento, alojamento para guardas-parques e um heliponto de apoio para operações de combate a incêndio também fazem parte do projeto.

- A área será cercada e teremos um pórtico com guarita. Vamos construir ainda um camping, mesas para piquenique e toda estrutura para esportes radicais, como arvorismo e tirolesa. Será o maior complexo de uso público que já construímos em um parque estadual. Nossa expectativa é receber 100 mil visitantes por ano - disse Minc.

Os projetos já estão concluídos e o edital de licitação das obras deve ser lançado até o fim de agosto. Para André Ilha, diretor de Biodiversidade de Áreas Protegidas do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), a previsão é que o complexo adquira um perfil de visitação familiar.

- Em Cachoeira de Macacu temos um perfil mais de turistas. Em Friburgo, recebemos montanhistas e pessoas dispostas a praticar caminhadas e escaladas. Já essa sede de Teresópolis terá a vocação para atender famílias. O objetivo é oferecer uma série de atrações para que pais e filhos desfrutem da natureza com total segurança - avaliou André Ilha. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo sua participação e opinião !