Follow by Email

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Garcinia cambogia: planta tem sido usada para auxiliar redução de peso



Os frutos dessa árvore têm mecanismos exclusivamente metabólicos, ou 
seja, atuam na queda da absorção de gorduras e promovem a saciedade

Por Rio de Janeiro
Garcinia Cambogia é uma planta que tem origem nas florestas do Camboja, sul da África e Polinésia. Mais conhecida como Malabar Tamarindo ou Goraka, onde seus frutos são consumidos pelos nativos dessas regiões. Em 1991, o extrato da fruta dessa planta começou a ser utilizado como auxiliar na redução de peso através de um componente presente chamado de Ácido Hidroxicítrico (AHC), o principal encontrado na pele do fruto. O sucesso dela se dá por causa da sua atuação em mecanismos exclusivamente metabólicos, ou seja, que atuam na redução da absorção de gorduras e também promovem a saciedade. Entretanto, ainda faltam comprovações científicas para este resultado.
Garcinia cambogia planta euatleta (Foto: Getty Images)Garcinia cambogia é uma planta que tem a sua origem nas florestas do Camboja (Foto: Getty Images)
O AHC apresenta três formas de ação: agente bloqueador de gorduras, direciona calorias para outro destino e redução do apetite. A garcinia cambogia tem sido de grande ajuda na promoção da perda de peso. A planta, porém, não é milagrosa. Ela necessita estar aliada a uma dieta equilibrada, com redução de gorduras e calorias e atividade física para estimular o emagrecimento.
Uma mudança no estilo de vida e qualidade da alimentação é primordial para o sucesso do uso da planta e a fitoterapia pode ser uma alternativa para melhorar a resposta ao tratamento de excesso de peso. Esta planta ainda não é cultivada comercialmente no Brasil, só podendo ser encontrada na forma de extrato seco para o preparo de chás ou em cápsulas.
Até hoje, os efeitos colaterais não foram identificados. No entanto, não é recomendado para pacientes diabéticos ou pessoas que sofrem de qualquer síndrome de demência, incluindo a doença de Alzheimer. Além disso, as mulheres grávidas e lactantes não devem usá-la. Tem algumas contra-indicações quando outra medicação está sendo usada pelo paciente. Portanto, como com qualquer outro suplemento de saúde, é importante fazer o tratamento com um profissional qualificado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo sua participação e opinião !