Follow by Email

domingo, 25 de agosto de 2013

Cientistas desenvolvem conservante natural para estender vida útil de morangos

Cientistas desenvolvem conservante natural para estender vida útil de morangos



Na Argentina, cientistas criaram uma técnica com conservante feito a partir da carapaça dos camarões. O resultado do experimento, realizado em morangos, foi que conseguiram prolongar em 50% a vida útil da fruta.
O conservante foi desenvolvido por pesquisadores do Instituto Nacional de Tecnologia Industrial (Inti) da província de Buenos Aires. A eficiência do método é tanta que ele consegue preservar o sabor, a umidade, a vitamina C e as demais características do morango.
De acordo com o engenheiro químico Fernando Bollini, do Inti, a substância obtida da casca dos camarões foi a quitosana. Trata-se de um composto naturalmente degradável com atividade antimicrobiana, antiviral e antifúngica. Ele tem a capacidade de reduzir a deterioração dos frutos, por isso foi usado no pós-colheita dos morangos, o que permitiu mais tempo de armazenamento.
A escolha dessa fruta foi justamente por ser perecível e de rápida degradação. Estima-se que 40% dos morangos na argentina são descartados por má aparência ou deterioração.
O processo se deu por meio da imersão e pulverização da fruta, entretanto os pesquisadores buscam uma maneira de trabalhar antes da colheita, aumentando ainda mais a extensão da vida útil dos alimentos. "Viemos trabalhando na produção da quitosana há alguns anos. O objetivo é depois aplicá-la a outras frutas e verduras", afirmou Bollini à Agência EFE. Com informações do G1.
Redação CicloVivo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo sua participação e opinião !